Big Data

big-data-1-11

O assunto Big Data está cada vez mais em discussão como diferencial competitivo para as empresas.

O instituto de pesquisas Gartner define a expressão como dados que apresentam relevância em quatro aspectos principais: volume, velocidade, variedade e complexidade. O volume de dados tende a ser utilizado como sinônimo de Big Data. Esse aspecto tornou-se mais evidente em função do aumento da troca de dados entre sistemas e novos dispositivos, além do crescimento da digitalização de mídias antes disponíveis somente em outros formatos, tais como textos, imagens, vídeos e áudio.

A velocidade está associada à multiplicação de novas fontes de dados e a necessidade de consumo desses dados de forma mais rápida. Fontes de dados automatizadas, como sensores, RFIDs e GPSs, são capazes de gerar dados a cada fração de segundo para diferentes métricas e, se somadas aos demais equipamentos que fazem parte do parque instalado, provocam um fluxo constante de dados ao longo do tempo.

Já a variedade é incluída pela organização dos dados que é dividida em: dados estruturados, semiestruturados e não estruturados. Os dados estruturados estão presentes em sistemas tradicionais corporativos (bancos de dados, arquivos sequenciais e hierárquicos etc). Os semiestruturados estão disponíveis por meio de logs de sistemas (web servers, CDRs etc.) e os não estruturados são os conteúdos digitalizados que, anteriormente, eram acessados em forma não digital, como arquivos de imagens, áudios, textos, entre outros.

O universo de Big Data contempla a possibilidade de uso de todos os dados disponíveis por meio de e-mails, documentos, messaging, imagens, gravações de áudio, logs, vídeos etc. Por fim, a complexidade existe pelo fato de como lidar com todas as características listadas anteriormente para trazer informação útil de forma eficiente.

Na prática, o Big Data pode ser definido como todos os dados em que as tecnologias tradicionais, em uso nos dias de hoje, possuem dificuldade em endereçar. Para saber se você está diante de um problema de Big Data, pense se possui dificuldade em tratar um dos seguintes aspectos: armazenamento, proteção, gerenciamento, compartilhamento, análise e visualização.

Então, surge o questionamento: as empresas já estão utilizando Big Data? Existem companhias com elevado grau de maturidade analítica. Essas são as empresas que baseiam suas decisões em fatos e, hoje, tiram proveito de uma vantagem competitiva estratégica. Alguns analistas indicam que as empresas que adotarem antecipadamente Big Data terão uma vantagem competitiva de 20% em todas as métricas financeiras sobre seus competidores.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *